Conheça todo o nosso trabalho social.

... Site ... Facebook ... Twitter ... Youtube ...

Nosso WhatsApp: 11 9 7291-4436

sábado, 27 de maio de 2017

Mapa das Organizações da Sociedade Civil (Mapa das OSCs)


Qual o tamanho do campo social brasileiro?


Como é composta a massa de trabalhadores que atua na área social?


Quais são as principais interfaces das organizações da sociedade civil com as instâncias governamentais? Todas essas perguntas parecem difíceis de ser respondidas já que o setor que compreende as OSCs, por conta de sua dimensão e heterogeneidade, pode parecer um lago de águas um tanto turvas – apesar das inúmeras iniciativas de pesquisas e mapeamentos realizados recentemente.


Entre essas iniciativas ressaltamos a importância de pesquisas como a Fasfil (IBGE), aquelas empreendidas por associações do campo, tais como a Abong e o próprio GIFE que, por meio de seu Censo ajudaram a trazer concretude para análises do setor que compreende o trabalho das organizações da sociedade civil.

Agora, mais uma importante iniciativa deve contribuir com essa leitura do campo.


O Mapa das Organizações da Sociedade Civil (Mapa das OSCs), plataforma georreferenciada que apresenta dados relativos às OSCs no Brasil, já está disponível com atualizações importantes.
O usuário agora pode exportar a base do mapa e os dados do extinto Cadastro Nacional de Entidades Sociais do Ministério da Justiça (CNES/MJ).

Foram incluídas as OSCs de Interesse Público (OSCIP) que estavam ausentes na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2013 e foram atualizados os dados de repasses da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o serviço de dados do Sistema de Convênios (Siconv), os infográficos e o conteúdo da Metodologia.


O coordenador do projeto, Félix Garcia Lopez, explica que a intenção é expandir o site: "A proposta é termos, no futuro, um portal muito mais completo e diverso que o atual. Mas, já nessa versão, temos aprimoramentos importantes. O mapa está mais rápido e o sistema de busca e a base de dados estão mais completos".


A página continua recebendo informações sobre projetos executados, histórico de atuação da organização, bem como alguns dados cadastrais atualizados. Com a gestão da plataforma feita pelo Ipea, o Mapa das OSCs é construído a partir do cruzamento de informações de 22 bases de dados geradas por 14 órgãos do governo federal.


Conheça o Mapa das Organizações da Sociedade Civil em https://mapaosc.ipea.gov.br/
 


Fonte: Ipea.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

28ª Caravana do Movimento de Luta pela Moradia - Pastoral Leste II




Todos os anos o Movimento de Luta pela Moradia, faz uma viagem a Brasília-DF, para reivindicar, cobrar posições, buscar soluções, acompanhar de perto as decisões, comparecer a agendas pré-marcadas pelo dirigentes do Movimento, e, esta caravana é composta basicamente por seus dirigentes, como o Dalcides Neto e Padre Ticão, coordenadores de comunidades, membros do Movimento, e ativistas.
Durante o ano, algumas pautas são confeccionadas, para terem suas prioridades atendidas pelos diversos Ministérios Federais, inclusive, pautas que são direcionadas, não necessariamente para o Ministério das Cidades, pois, a luta do Movimento, vai muito além de moradia, englobando saúde, educação, transporte, segurança, cultura, etc.
Neste ano de 2017, inúmeras foram as dificuldades enfrentadas para a realização desta viagem em caravana, devido as diversas crises em curso em nosso país, mas, decidiu-se que não seria o momento de deixar de realizar esta caravana, e, desta forma, no dia 20 de maio de 2017, um sábado, o ônibus com destino a Brasília-DF partiu as 16 horas de São Paulo-SP, com destino à capital da República no Distrito Federal.
Lá chegando, e, iniciados os trabalhos, muitas foram as dificuldades de realizar as reuniões agendadas, porém, de forma alguma os representantes do povo, deixaram de tentar realizar suas tarefas, e, com todas as dificuldades, inclusive o bloqueio de acesso às repartições públicas, Guarda nacional nas ruas e nos acessos, greve de ônibus urbano e outras dificuldades, algumas agendas foram cumpridas, trazendo algumas notícias para os inscritos nos projetos do Movimento de luta pela Moradia - Pastoral Leste II.
Os integrantes desta 28ª caravana, chegaram em São Paulo-SP, no bairro de São Miguel Paulista, zona leste, exatamente como planejado, as 06:00 horas da manhã do dia 24 de maio de 2017, uma quarta feira, onde foram recebidos com alegria.

























Você poderá ver também:


Vídeos da 28ª Caravana do Movimento de Luta pela Moradia Leste II a Brasília-DF






Ministério das Cidades - Parte 1

 



 Ministério das Cidades - Parte 2

 


  Outras fotos da 28ª Caravana do Movimento de Luta pela Moradia Leste II a Brasília-DF no link a seguir:
https://goo.gl/photos/7pdHLeA4XBbCnT939


"Jamais deixaremos de lutar para conquistar a plena cidadania"...
Haja o que houver!!!


... Quem mais participa, mais conquista! (Padre Ticão).

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Vagas de estágio nos planetários de São Paulo

De: SVMA - Escola de Astrofísica
Enviada em: segunda-feira, 22 de maio de 2017 13:23
 

Olá,

A Divisão Técnica de Astronomia e Astrofísica está com vagas de estágio abertas para atuar nos Planetários de São Paulo. Estamos recebendo currículos para contratação imediata e banco de currículos. Para participar da seleção é preciso cumprir os seguintes requisitos:

1.       Estar regularmente matriculado em um curso de Ensino Superior – nível graduação – na área de Ciências Exatas e da Terra;

2.       Não estar cursando nem o primeiro nem o último semestre;

3.       Ter disponibilidade de 20h semanais;

4.       Enviar currículo atualizado para svmaescoladeastrofisica@prefeitura.sp.gov.br até 05/06/2017;

Atenciosamente,

Equipe dos Planetários de São Paulo



quarta-feira, 17 de maio de 2017

Virada Cultural 2017 - Programação Completa




A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, anuncia a programação e a infraestrutura da 13ª edição da Virada Cultural, um dos principais eventos do calendário cultural da cidade.

A 13ª edição do evento terá início às 18h de sábado (20/5) e termina às 18h do dia seguinte. As últimas edições foram marcadas por eventos em praticamente todas as regiões da Capital. Desta vez, participam espaços públicos como Casas de Cultura, Centros Culturais e Teatros Municipais.

"Quem quiser ficar na sua região, também encontrará uma programação diversa e interessante, em áreas verdes importantes e locais com toda a infraestrutura para recebê-los, como o Parque do Carmo e o Sambódromo", afirmou o secretário municipal de Cultura, Andre Sturm.


Confira a programação completa: ( Acesse...AQUI )

2º Festival Cine Inclusão - Inscrições Abertas!




Em sua 2ª edição, o Festival tem a terceira idade como tema central. O objetivo do evento é difundir o cinema periférico e/ou produzido por entidades que utilizam a sétima arte como ferramenta de inclusão.
Estão abertas as inscrições para a Mostra Competitiva e Mostra Idosos em Ação do 2º Festival Cine Inclusão no período de 2 de maio a 2 de julho. Nesta edição, o Festival lança um olhar para a terceira idade, uma faixa etária crescente na população brasileira e que necessita, cada vez mais, de ações culturais e visibilidade.

Idealizado pelo produtor Daniel Gaggini e realizado pela MUK, o Festival será realizado entre os dias 9 e 23 setembro nas Comunidades de Heliópolis e Paraisópolis, além da região central da cidade de São Paulo. A programação é composta por oficinas de capacitação cinematográfica para pessoas com mais de 60 anos, debates e exibição de 23 curtas (nacionais e internacionais) e um longa-metragem.
A primeira edição do Festival Cine Inclusão foi realizada em 2015, contemplando as comunidades de Capão Redondo e Cidade Tiradentes, além do Memorial da América Latina. O evento, que reuniu mais de 400 espectadores, exibiu 26 filmes em 14 sessões abertas gratuitas, capacitou 46 jovens em oficinas de cinema e produziu duas obras audiovisuais. Promoveu também um debate com participação dos institutos Criar e Querô e dos projetos É Nóis na Fita e Kaminu Filmes (Colômbia).


 
 A participação é aberta a cineastas, entidades e artistas independentes. É imprescindível que os filmes se enquadrem no perfil de cada mostra. As inscrições devem ser efetuadas por meio da ficha de inscrição disponível no site www.cineinclusao.com.br/festival. É necessário ler o regulamento e preencher a ficha, até o dia 02 de julho. Só serão aceitas inscrições de cineastas independentes e/ou periféricos.


Mais informações / Cine Inclusão:
www.cineinclusao.com.br/festival /
 cineinclusao@muk.nu / tel: (11) 3141-1595.


Seminário (webinar) avalia adoção de Programa de Metas pela Prefeitura de São Paulo



Seminário avalia adoção de Programa de Metas pela Prefeitura de São Paulo


Em 2008, em decorrência de iniciativa da Rede Nossa São Paulo (RNSP) e de diversos movimentos da sociedade civil, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou a Emenda nº 30 à Lei Orgânica do Município de São Paulo, que instituiu a obrigatoriedade de elaboração e cumprimento de Programa de Metas pela Prefeitura. Essa inovação Institucional tem por objetivos qualificar o debate eleitoral, contribuir com a prática do planejamento na administração pública e fortalecer o controle social das políticas públicas.


Desde a implantação da medida pela capital paulista, mais de 50 municípios brasileiros e de outros países da América do Sul aprovaram procedimentos similares. Além disso, tramita no Congresso Nacional projeto de emenda constitucional (PEC 010/11) com o propósito de tornar a adoção de um programa de metas obrigatória para todos os municípios, estados e União.


O seminário Programa de Metas: Balanço e Perspectivas, que se realiza no dia 22 de maio, das 9h às 17h, na Sala de Eventos do IEA, vai analisar os resultados obtidos até o momento e os fatores que os explicam, bem como debater perspectivas para o futuro da iniciativa no contexto político brasileiro da atualidade. A programação contemplará os pontos de vista de pesquisadores, gestores públicos e lideranças da sociedade civil que trabalham com o tema.


A participação no evento é gratuita e aberta tanto a pesquisadores como a profissionais que tenham interesse em inovações institucionais nos campos da gestão pública e da democracia. É preciso se inscrever via formulário online para participar presencialmente. Para assistir à transmissão ao vivo via internet não é necessário se inscrever.


Os organizadores do seminário são: o Grupo de Pesquisa Governança Global, Direitos Humanos e Democracia da Unesp em Franca; o Grupo de Pesquisa Qualidade da Democracia do IEA; o Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas (NUPPs) da USP; o Programa Cidades Sustentáveis (PCS);  e a RNSP.


Fonte:
http://www.iea.usp.br/noticias/plano-de-metas?utm_source=Boletim&utm_medium=email&utm_content=programa%20de%20metas




Ouça nossa programação em: http://digitalradiotv.pe.hu


quarta-feira, 10 de maio de 2017

Educação além dos muros: alunos levam para a comunidade o debate sobre trabalho infantil


Imagem: Chegadetrabalhoinfantil


O que é a escola para você? Um espaço de reflexão e aprendizado? E esse aprendizado, ele se limita à sala de aula ou ultrapassa as barreiras físicas?

Para a professora Débora Garofalo, que recentemente promoveu uma palestra sobre trabalho infantil na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Almirante Ary Parreiras, localizada na Vila Babilônia, Zona Sul de São Paulo, aprender significa envolver diversas ferramentas no processo educacional. Entre elas, trazer a comunidade para o dia a dia escolar.

Para ampliar o debate feito em sala de aula sobre a exploração infantil, a professora propôs uma atividade diferente aos alunos. Na última segunda-feira (8/5), 28 meninos e meninas do 5º ano saíram às ruas do bairro para conscientizar mais pessoas sobre o tema.


Por Gabriela Rodrigues

                                                 Leia na íntegra

domingo, 7 de maio de 2017

Convite importante

Confira a análise do Programa de Metas da gestão 2017-2020



Enviado por NossaSP em ter, 04/04/2017 - 16:15
 

A lei do Plano de Metas é uma iniciativa da Rede Nossa São Paulo e determina que todo prefeito, eleito ou reeleito, apresentará o Programa de Metas de sua gestão, até noventa dias após sua posse, que conterá as prioridades: as ações estratégicas, os indicadores e metas quantitativas para cada um dos setores da Administração Pública Municipal, subprefeituras (prefeituras regionais) e distritos da cidade, observando, no mínimo, as diretrizes de sua campanha eleitoral e os objetivos, as diretrizes, as ações estratégicas e as demais normas da lei do Plano Diretor Estratégico. Conheça o Programa de Metas (vídeo)

Inédita no País, a lei do Plano de Metas inova ao se tornar ferramenta eficaz de controle social, já que possibilita o acompanhamento e a avaliação objetiva da gestão municipal. Importante: o Plano de Metas deve considerar critérios como a promoção do desenvolvimento sustentável, inclusão social, promoção dos direitos humanos, entre outros. A lei prevê também a realização de audiências públicas (temáticas e regionais, por subprefeituras) nos 30 dias seguintes à apresentação do Plano de Metas. O prefeito também deve prestar contas à população a cada seis meses e publicar um relatório anual sobre o andamento das metas. (Saiba mais)

Em São Paulo, na gestão 2009-2012 o plano recebeu o nome de Agenda 2012 e contemplou 223 metas. Na administração 2013-2016, foi composto por 123 metas. E agora, a gestão atual (2017-2020) apresentou um plano com 50 metas que ainda está em processo de coleta de sugestões da sociedade civil, pelo site http://planejasampa.prefeitura.sp.gov.br e http://programademetas.prefeitura.sp.gov.br (até 31 de março). Mesmo pedindo pela revisão do cronograma das audiências públicas do Programa de Metas de SP, as audiências públicas aconteceram em 3 dias, confira aqui o calendário.

A Rede Nossa São Paulo, Minha Sampa e Cidade dos Sonhos, apoiados por dezenas de organizações, iniciaram uma campanha de mobilização para um Plano de Metas que contemple as necessidades da população, com transparência nos processos e real participação da sociedade civil. Para isto, estas organizações entregaram propostas à gestão do prefeito eleito de São Paulo em dezembro de 2016 e divulgaram um Manifesto pela Transparência e Participação no Programa de Metas.

O #MetasDeSP conta com um evento online para informar e mobilizar os cidadãos paulistanos a respeito do Plano de Metas. Outras ações foram, e estão sendo, realizadas pela campanha: eventos de rua, coleta de sugestões, seminários regionais, publicação de artigos, análises das metas, etc. Após esta etapa, teremos a fase de monitoramento, aguardemos!

Saiba o que organizações da sociedade civil, movimentos sociais, coletivos, institutos, pesqusiadores, especialistas e gestores falam sobre as metas o Plano de Metas da gestão 2017-2020, com análises, notícias, artigos, notícias e documentos.



Conheça e clique em cada uma das metas e confira:

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável




Para lembrar dos objetivos do evento:


- Lançamento da Rede ODS São Paulo;

- Apresentação da Agenda 2030 e seus desafios para implementação em São Paulo;

- Divulgação do Fórum Paralelo Mundial da Água e seus desafios para o Brasil;


Convidados confirmados até o momento para a mesa de debate:


Haroldo Machado: Assessor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente/ PNUD, Brasil;

Carlos Bocuhy: Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental/ PROAM para falar sobre o Fórum Paralelo Mundial da Água;

Patrícia da Rede ODS Brasil: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável;

    Segue o link para inscrição e divulgação do I Encontro da Rede ODS São Paulo, Agenda 2030 no Estado de São Paulo.

    I ENCONTRO DA REDE ODS SÃO PAULO:

    https://docs.google.com/forms/d/1o1zVFUzN-fuCFlRw0JfAI5iLpGQETyrFeAG8rAQxpXk/viewform?edit_requested=true


sábado, 6 de maio de 2017

Teatro grátis na Zona Leste



Apresentação teatral no salão São Francisco, encenando uma passagem bíblica que mostra a volta do filho para seu lar, e, discutindo o tema das drogas e prostituição que leva os jovens para um caminho obscuro.