Conheça todo o nosso trabalho social.

... Site ... Facebook ... Twitter ... Youtube ...

Nosso WhatsApp: 11 9 7291-4436

Inclusão digital - Como começou?

Como tudo começou?

Iniciativa

A iniciativa veio por parte de um de nossos fundadores, o Sr Carlos, que vendo a necessidade constante das pessoas em se capacitarem, e, não tendo nenhum apoio oficial, dirigiu-se até um ponto de reciclagem, destes onde pessoas recolhem diversos objetos nas ruas e vendem por "kilograma" (Kg) ao final do dia para obterem uma forma de subsistência, e assim adquiriu algumas peças, tais como, Gabinete, placas mãe usadas mas em estado que poderia ser recuperada, Monitor, e outros itens, dirigiu-se então a sua casa e propôs a si mesmo trabalhar para colocar em perfeitas condições de uso o material que havia adquirido, e, desta forma após um período de aproximadamente 15 dias, conseguia disponibilizar o primeiro computador para uso coletivo, de forma que fosse possível disponibilizar o aprendizado e a capacitação às pessoas que não tivessem condições de cursar uma escola de renome para adquirir conhecimentos em informática.
Desta forma, após muitas idas e vindas aos depósitos de reciclagem, conhecidos como "Lixões", conseguiu o Sr. Carlos disponibilizar uma quantidade de oito (08) computadores, Pentium III, com plataforma Windows Xp, pacote Oficce ( Word / Exccel / PowerPoint ), e, até mesmo disponibilizar através de recursos próprios, o acesso a Internet, possibilitando assim a implantação do tão almejado curso de "Informática" às pessoas carentes.
Nascia desta forma, uma atividade que poderia capacitar, educar, informar, e auxiliar as pessoas, sem a burocracia dos poderes, utilizando apenas a boa vontade de auxiliar.
O tempo passou, e, infelizmente as máquinas montadas artesanalmente ficaram obsoletas, e, hoje temos a necessidade de adquirir novos equipamentos, mas, não temos a verba necessária, portanto, ficamos no aguardo de alguma doação, de alguma empresa que possa disponibilizar máquinas que já estejam em seus escritórios a algum tempo, para que possamos capacitar as pessoas em outras plataformas, tais como, Windows Seven, e outras mais atuais.
Dos oito computadores que tínhamos, sobraram apenas dois em funcionamento, e, é com estas duas máquinas, que ainda podemos estar disponibilizando a capacitação às pessoas que nos solicitam este serviço social.
O QUE NÃO É POSSÍVEL ENTENDER:
Este projeto, embora sem a participação de órgãos, e/ou entidades parceiras, está em atividade, porém, estamos revindicando a implantação de um Telecentro, para que possamos colocar a disposição da comunidade gratuitamente, o serviço de Inclusão Digital, e, embora já tenhamos sido visitados pelo órgão que gerencia a instalação do referido Telecentro, ou seja o IDORTE, e, apesar de nosso espaço já ter sido visitado pelo engenheiro da Prefeitura do Município de São Paulo, não entendemos por que a autorização para as adequações para instalação do referido Telecentro, ainda não foram efetivadas, visto que no final do ano de 2012 constava no site da Prefeitura do Município de São Paulo o nome desta instituição apta para a instalação do Telecentro tão aguardado por nossa comunidade.
Fica a impressão do "descaso" com os mais nescessitados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário